25 de novembro de 2017
Home | Pelo Mundo | America do Norte | Canada prevê 280k vagas na area Tech, mas falta talento local

Canada prevê 280k vagas na area Tech, mas falta talento local

Na semana passada, o governo canadense anunciou o plano de acelerar o processo de imigração para profissionais de empresas de tecnologia e muito disso se deve a falta de profissionais locais para a industria de tecnologia que cresce exponencialmente e a perca de talento canadense para os EUA.

De acordo com o Hunffinton Post, a economia do Canadá vai criar pelo menos 218.000 empregos na industria de tecnologia entre agora e 2020, mas não tem pessoas o suficiente para preencher as vagas, afirma um novo relatório de um think tank sem fins lucrativos.

O relatório do Conselho de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) pede reformas para a educação e as políticas econômicas no país, incluindo início do ensino de ciência da computação no jardim de infância e oferecendo créditos fiscais para as pequenas empresas a contratar profissionais de TI.

Empresas canadenses, especialmente as pequenas e médias empresas, estão ficando para trás na adoção de novas tecnologias, principalmente porque eles não podem encontrar as pessoas que precisariam para implementar as mudanças, diz o relatório. E isso pode ter consequências negativas.

“Se o Canadá não abordar a falta de talentos, isso poderá custar bilhões de dólares para a economia em perda de produtividade, as receitas fiscais, e o produto interno bruto”, afirma o relatório.

Fora de 527.000 alunos que se formaram no Canadá, em 2015, apenas 6 por cento – 29.000 – formou-se a partir de uma área de TI. O Canadá teria de formar cerca de 43.000 estudantes de TI por ano para acompanhar o crescimento do emprego.

A falta de interesse pelos canadenses em empregos de tecnologia existe, mesmo que o campo esteja crescendo em um ritmo que é quatro vezes mais rápido que o crescimento geral de emprego no Canadá. E isso é de fato uma grande chance para os profissionais de outros países, como o Brasil, aproveitarem para entrar no mercado canadense.

O relatório CTIC pressiona ainda mais o governo canadense a “eliminar as barreiras de participação na área de TI para mulheres, imigrantes, pessoas com deficiência e povos indígenas”.

Sobre Danilo Correia

Aspirante a empreendedor no ecossistema de Startups da América do Norte. Praticante de marketing on-line com proficiência em mídia social. Mora em Vancouver no Canadá e é apaixonado por fotografia, tem grande interesse em história e avanços em tecnologia. Valoriza a criatividade, integridade e gratidão. Sonha em guiar a humanidade para um melhor destino através de empreendedorismo e tem o desejo de viajar o Mundo e o Espaço Sideral.

Check Also

Por que Vancouver?

Toda vez que bate um desânimo e eu penso “o que é que eu tô ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *