21 de janeiro de 2018
Home | Concurso Cultural | Música | De La Soul dá aula de rap em SP

De La Soul dá aula de rap em SP

img_1937

Amigos leitores, no último sábado (05) quem compareceu na Audio Club em São Paulo pôde presenciar uma verdadeira noite de celebração ao hip hop dos anos 90. E para coroar essa celebração, a revista Trip e a conhecida festa Chocolate trouxeram nada mais, nada menos, que um dos grupos mais emblemáticos da chamada “Golden Era”, o De La Soul.

A abertura ficou a cargo do Projetonave e seu show “Mixtape” com vários convidados de respeito da cena nacional atual em seu line up: Black Alien, Marechal, Síntese, Ogi, Tassia Reis, Amiri, Edgar, Stefanie e Parteum. Os convidados fizeram um rodízio e todos mandaram muito bem, me arrisco a dizer que o Projetonave pode ser considerado o “The Roots brasileiro”, guardada as devidas proporções. A festa ainda teve participação dos DJs PG, Dubstrong e Jeff Bass.

O show do De La Soul começou por volta de 2h45 da manhã com o DJ Maseo tocando um set de mais ou menos 5 minutos com músicas do A Tribe Called Quest, em homenagem ao vocalista Phife Dawg falecido em março deste ano por complicações com a diabetes. Após essa introdução Posdnous e Dave subiram ao palco e colocaram todo mundo pra dançar e curtir, tanto o pessoal das antigas como a molecada.

O set list foi um passeio pela discografia do grupo que começou no final dos anos 80 e passou por quase 3 décadas de história sempre se mantendo relevante na história do rap. Apesar disso não lançavam um álbum como De La Soul em sua formação original desde 2004 quando soltaram The Grind Date. Nesse meio tempo até o lançamento de seu novo álbum And The Anonymous Nobody, Dave e Posdnous gravaram o projeto First Serve com o codinome de Plug 1 e Plug 2, o álbum é uma espécie de ópera rap que conta a história de dois personagens criados e interpretados pelos dois rappers.

Capa do novo álbum “And The Anonymous Nobody” realizado através de crowdfunding.

O novo disco foi resultado de uma campanha de crowdfunding realizada com grande sucesso graças a ajuda de fãs do hip hop cheio de positividade feito pelo grupo. “And The Anonymous Nobody” lançado em Agosto deste ano, mostra que o De La Soul em sua formação original continua em forma, é um álbum bem diversificado nas batidas e com participações como Snoop Dogg, Jill Scott, Usher, entre outros.

Eles já estiveram outras vezes no Brasil, e tive a oportunidade de ver o show de 1999 no festival DuLôco no Sesc Belenzinho, e me lembro que na época a simpatia dos caras com o público havia me chamado a atenção. Posso dizer que continuam do mesmo jeito, sempre interagindo com a platéia durante toda a apresentação que foi encerrada ao som de “Me, Myself & I”, maior hit do grupo.

O De La Soul existe desde 1987, e foi formado em Long Island, Nova York por Kelvin Mercer (Posdnous), David Jude Jolicoeur (Dave) e Vincent Mason (Maseo), o grupo estourou em 1989 com o álbum 3 Feet High & Risin’ e de lá pra cá emplacou vários hits e fez tanta história no hip hop que com o passar dos anos acabou se tornando um ícone. Sábado eles lavaram a alma de quem curte e curtiu a “era dourada” do rap, veja como foi essa essa aula de hip hop através das lentes de Luis Fernando Andrade.

Next Prev

img_2006

img_1979

img_1911

img_1942

img_1956

img_1941

img_1937

img_1996

img_1816

img_1737

img_1784

img_1768

img_1704

img_1798

img_1835

img_1821

img_1862

img_1872

img_1880

Next Prev

Sobre Cristiano Boti

Cristiano Boti
Filho da Leninha, pai da Belinha e do pequeno Sam, sãopaulino chato e baterista das bandas Lunatone e Gil Sant'Anna. Designer gráfico formado pela vida com pós-graduação nas ruas de São Paulo. Apreciador de boa música e de bons filmes. Fã de Jorge Ben, Beastie Boys, Tarantino e Chaplin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *