21 de janeiro de 2018
Home | Cêviu | Eventos | Entrevista Exclusiva: Rodrigo Brandão, organizador do Festival Batuque

Entrevista Exclusiva: Rodrigo Brandão, organizador do Festival Batuque

digablen

No último fim de semana o Sesc Santo André foi palco para a tão aguardada sétima edição do Festival Batuque. O festival anual, voltado à black music em suas mais variadas vertentes, trouxe este ano o grupo de jazz-rap americano Digable Planets, além de importantes nomes da black music nacional como Criolo, Black Alien, Tássia Reis, Jamés Ventura, Espião, Hurtmold, Metá Metá e Laylah.

A primeira edição do Batuque aconteceu em 2010, mas sua história começou antes disso. Até 2009, o projeto se chamava Indie Hip-Hop e entre 99 e 2001 levou o nome de DuLôco Festival. Em 2010, conforme o crescimento do projeto e a diversidade sonora de cada apresentação, o foco foi ampliado e em sua primeira edição sob o nome de “Batuque”, o festival trouxe Femi Kutti, filho do maior nome do Afro Beat contemporâneo, Fela Kutti. Nos anos seguintes tivemos nomes internacionais como Q-Tip, Erikah Badu e Joey Badass.

O homem por trás desse grande evento e que faz toda a correria para trazer esses artistas internacionais, que tem um público tão segmentado a preços populares, se chama Rodrigo Brandão. Além de produtor, organizador e idealizador do festival, Brandão já foi VJ dos programas “Yo!” e “Flashblack” nos tempos áureos da MTV, montou o grupo de rap underground Mamelo Sound System com o qual lançou 4 álbuns e atualmente faz parte do Brookzill, projeto que reúne artistas brasileiros e americanos e é encabeçado por Gorila Urbano, Prince Paul e Ladybug Mecca, integrante do Digable Planets, grupo mais aguardado esse ano no festival Batuque.

brookzil

Alguns dias antes do festival, Rodrigo nos convidou para um “happy hour” em uma padaria na zona oeste de São Paulo, e lá fomos nós conversar um pouco sobre rap, brasilidades e ouvir as boas histórias que ele tem para contar. Falou sobre o começo da carreira, a formação do Brookzill, sua relação com a macumba, a amizade com Sabotage e vários outros assuntos bacanas. Além de ser uma pessoa muito humilde, Brandão demonstra uma empolgação contagiante não só quando fala de seus projetos, mas de música em geral.  Confira no vídeo abaixo, a entrevista e na sequência, fotos dos 2 dias do Festival Batuque 2016.

Next Prev

crowdn

crowd

laylah

dscn7494

dscn7470

dscn7432

black

nega

ogi

publicon

dscn7495

dscn7502

dscn7505

doodle

dscn7511

dscn7509

dscn7507

butter

Next Prev

Sobre Cristiano Boti

Cristiano Boti
Filho da Leninha, pai da Belinha e do pequeno Sam, sãopaulino chato e baterista das bandas Lunatone e Gil Sant'Anna. Designer gráfico formado pela vida com pós-graduação nas ruas de São Paulo. Apreciador de boa música e de bons filmes. Fã de Jorge Ben, Beastie Boys, Tarantino e Chaplin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *