23 de outubro de 2017
Home | Concurso Cultural | Música | Lee Fields, o mestre do soul, volta à São Paulo

Lee Fields, o mestre do soul, volta à São Paulo

IMG_6279

Por MARCO VIEIRA

Após a sua passagem, em 2014, pelo Sesc Pompeia, em São Paulo, o americano Lee Fields e sua banda The Expressions voltaram ao Brasil para duas apresentações. Uma delas aconteceu, em 8 de junho, no Cine Joia, região central da capital paulista, onde o soulman com mais de 40 anos de carreira, apresentou-se em uma edição da Talco Bells, tradicional festa de soul e funk com discotecagem de clássicos dos anos 60 e 70, que a casa de shows promove já há alguns anos.

A casa abriu as portas às 20h, dando início à festa de forma tímida e com poucas pessoas se arriscando a dar alguns passos de danças na pista coberta por uma camada de talco, uma das características da festa. Os convidativos e ótimos clássicos da black music que emanavam pelas caixas de som da casa, com discotecagem a cargo dos residentes Elohim Barros e Filipe Lunas, e as projeções de imagens nas paredes de cenas de filmes, festas e shows de black music das décadas de 1970, causou uma imersão ainda mais densa ao clima da noite e preparando os presentes para o que vinha a seguir.

O show estava programado para começar às 22h, e iniciou-se com alguns minutos de atraso. Os Expressions subiram ao palco e fizeram uma performance instrumental de “Expression Theme”. Neste momento, a casa já estava cheia e Lee Fields subiu ao palco de terno azul brilhante, como se estivesse vestido para uma noite especial, assim como o título de seu último álbum, Special Night (Big Crown Records, 2016), e foi exatamente o que aconteceu. Com sua voz incrível, Fields interagiu com o público o tempo todo e desfilou o seu repertório como um legítimo crooner, sempre com muita intensidade. “Faithful Man”, “Just Can’t Win”, “Ladies”, “Let Him In” e as mais recentes “Work To Do”, “I’m Coming Home” e “Make The World”, embalaram a alegria e espalharam amor aos presentes da casa.

Com pouco mais de uma hora de show e com o público atônito pela performance de Fields, os músicos deixaram o palco, mas logo voltaram a pedidos para um bis. Após a instrumental “Last Ride“, Fields voltara ao palco para a canção final, demonstrando um impressionante vigor aos 65 anos. “Honey Dove” encerrou de forma magistral uma apresentação para os que ainda tinham dúvidas de posicionar Fields entre os grandes mestres do gênero. Um grande show que transformou uma noite simples de quinta-feira, em uma noite especial e memorável.

Confira na galeria como foi o show através das lentes do fotógrafo Luis Fernando Andrade.

Next Prev

IMG_6270

IMG_6281

IMG_6268

IMG_6263

IMG_6243

IMG_6339

IMG_6337

IMG_6322

IMG_6292

IMG_6298

Next Prev

Sobre Cristiano Boti

Cristiano Boti
Filho da Leninha, pai da Belinha e do pequeno Sam, sãopaulino chato e baterista das bandas Lunatone e Gil Sant'Anna. Designer gráfico formado pela vida com pós-graduação nas ruas de São Paulo. Apreciador de boa música e de bons filmes. Fã de Jorge Ben, Beastie Boys, Tarantino e Chaplin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *