21 de janeiro de 2018
Home | CULTURA POP | Literatura | Livros banidos

Livros banidos

Lembro-me de quando eu era pequena e ver no Jornal Nacional (nenhuma publicidade implicada aqui), que um livro chamado “Versos Satânicos” havia sido banido. Estava proibido. Achei aquilo tão impressionante, tanto por conta do título quanto pela coisa de um livro não poder ser lido. Mais velha, fui entender exatamente do que se tratava… e como sempre, em caso de livros banidos, é tempo e cultura.

Aqui no Brasil, a coisa é um pouco mais tranquila… ou talvez mais velada. Não temos uma lista oficial de livros banidos, embora a obra de Monteiro Lobato tenha sido desafiada, por conta de “racismo”. Curioso é que na época na qual foi escrito, não tinha nada de mais, foi literatura obrigatória durante muito tempo. E pode ser um tema que desperta muitas paixões. Mas, independentemente de qualquer coisa, não acredito que a obra deva ser queimada. Se caso seja decido que não é adequado para leitura de crianças, é importante que ele continue para que as pessoas, com maturidade suficiente, tirem suas conclusões e incluam ou excluam a obra de sua biblioteca.

Algumas escolas também não aceitaram “Harry Potter” em suas bibliotecas. “50 tons de cinza” não é aceito em muitas escolas ou outras instituições. Cada um pode entender essas obras como literatura melhor ou pior, o fato é que nada pode impedir que existam.

Claro que podemos dar de cara com livros que exaltem violência? Intolerância? Sim, podemos. E devem ter vários livros de temas controversos em edições independentes com sua audiência. E os critérios para banir um livro como esse é bem delicado. No entanto, é complicado publicar ou comprar um livro “Como matar cachorros”… Enfim…

Em geral, os livros banidos têm mesmo esses temas controversos. E muito frequentemente, tonaram-se clássicos… E ainda mais, são boa literatura. Senão não teriam durado tanto tempo em publicação.

Não leia esses livros!
Não leia esses livros!

Alguns livros excelentes que foram banidos e que valem a pena ser lidos – por sua conta e risco – pois podem ofender alguns leitores:

– O evangelho segundo Jesus Cristo, José Saramago

– Onde vivem os monstros, Maurice Sendak

– O sol é para todos, Harper Lee

– Admirável mundo novo, Aldus Huxley

– O mágico de Oz, J. Frank Baum

– Fahrenheit 451, Ray Bradburry

– Alice no país das maravilhas, Lewis Caroll

– O velho e o mar, Ernest Hemingway

(e a lista vai longeeeeee)

Li todos eles… M A R A V I L H O S O S!

Tathy

PS: Qual dos livros banidos você já leu?

 

Sobre Tathy Morselli

Tathy Morselli
Tathy é professora, escritora e tradutora. Estudou Pedagogia e fez pós-graduação em Estudos Literários. Tem uma biblioteca razoável, um Kindle debaixo do braço e sempre uma câmera na mão. Acredita que desassossegar as pessoas leva a visões e pensamentos mais profundos sobre o mundo que nos cerca.

Check Also

Vozes de Tchernóbil, Svetlana Aleksiévitch

SAIU!!!!!! A Cia. das Letras lança este ano dois livros da autora Prêmio Nobel de ...

2 comments

  1. Na biblioteca da minha escola havia todos os livros do Monteiro Lobato, menos “História do Mundo para Crianças”. Certa vez li uma crítica que dizia haver nesse livro “ideias de irreligiosidade”. Fosse o que fosse essa “irreligiosidade”, compreendi por que o livro havia sido suprimido. Foi o único dele que não li até hoje (tenho que tirar esse atraso).

    • Tathy Morselli

      Acho curioso isso, sabe?
      Geralmente os conceitos por trás do banimento de determinados livros são coisas que nos perguntamos: “mas onde?”
      Claro que muitas vezes, tem um linguajar da época e isso pode causar algumas polêmicas.
      Mas, no geral, pode-se observar que são livros com críticas sociais consideráveis…
      Livros são coisas poderosas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *