20 de novembro de 2017
Home | CULTURA POP | NINTENDO SWITCH x RETRO GAMES: a diferença entre o sucesso e o fracasso?

NINTENDO SWITCH x RETRO GAMES: a diferença entre o sucesso e o fracasso?

Com o lançamento do Nintendo Switch se aproximando cada vez mais, você vai ouvir de muita gente que o console precisa de uma biblioteca de jogos consistente logo na data de lançamento, se ele quer de fato ter sucesso.

Até o momento já temos muitos jogos confirmados, como Mario Kart 8 Deluxe, o mais que aguardado The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Super Mario Odissey, entre outros, o que pode garantir esse sucesso para o Switch… porém eu acho que existe um outro segmento que a Nintendo precisa prestar atenção e que pode fazer a diferença entre seu novo console decolar ou naufragar: os retro games.

O Virtual Console da Nintendo está no ar desde o Wii, e é quase certo de que o Switch também terá o seu. Ao mesmo tempo em que aperfeiçoar o Virtual Console não é tão importante quanto um catalogo de games variados e de qualidade, ele ainda é um ponto chave que a Nintendo precisa focar.

Já é mais do que claro que o Virtual Console agrega valor, na visão de muitos consumidores. Cada nova adição de jogo é discutida e comentada por toda a internet, seja em forums ou mesmo nas manchetes dos principais veículos especializados em games. Ter bons jogos disponíveis no Virtual Console logo na estreia pode preencher qualquer gap que possa haver na biblioteca de novos jogos que serão lançadas junto com o Switch.

nintendoswitch

Seria muito interessante se o Nintendo Switch disponibilizasse, além de um catalogo de jogos de NES, Super NES e Nintendo 64, também jogos do Gamecube… imagina você poder reviver os clássicos do GameCube como Super Mario Sunshine, Super Smash Bros ou Metroid Prime no Switch?

Alem disso, a Nintendo precisa polir a sua emulação… mesmo com alguns títulos sendo emulados à perfeição no Wii U – como os jogos de Super NES –, outros como o Nintendo 64 e o NES têm um sério problema com contrastes e filtros. Os jogos do N64, por exemplo, parecem muito mais escuros se comparados com os originais, além de terem sérios problemas de input lag.

Esses problemas fazem com que muitos fãs digam que os ports desses games pra Wii U são “injogáveis”. A Nintendo pode evitar todas essas discussões dando um pouquinho mais de atenção ao Virtual Console do Switch.

A boa noticia é que o Virtual Console desenvolvido para o Switch esta sendo coordenado pela Nintendo European Research and Developent, também conhecida como NERD. A NERD é o grupo por trás do NES Classic Edition, que entrega uma emulação perfeita. Com a NERD no comando, é bem possível que a emulação no Switch seja bem superior a que temos atualmente no Wii U.

E pra finalizar, a Nintendo precisa ser menos tímida com relação aos seus lançamentos no Virtual Console. Mario Kart 64 é considerado por muitos o melhor game já feito pra Nintendo 64, e mesmo assim a Nintendo só lançou esse game para o Virtual Console do Wii U no finalzinho de 2016, enquanto ele deveria ter sido lançado no auge do console, em 2012.  Logo agora, que o Wii U está a poucos meses de ser esquecido…

A Nintendo tem uma vantagem absurda sobre seus concorrentes, que é a de contar com uma biblioteca de jogos considerada atemporal. Jogos que vão vender, não importa quando e pra qual plataforma sejam lançados. Esses clássicos eternos podem fazer muito pelo Nintendo Switch na data de seu lançamento, tornando-o atrativo até mesmo para jogadores que não se empolgaram muito com o catalogo de novos games que foram anunciados.

Mas pra isso, a Nintendo tem que levar a serio seu Virtual Console, talvez mais serio do que nunca.

Sobre Bruno Auriema

Bruno Auriema
Ilustrador, publicitário e gamer nas horas vagas, além de fã e desenhista de HQs. Já publicou duas graphic novels no Brasil, além de alguns trabalhos nos Estados Unidos. No ramo dos games gosta de jogos de luta, ação e estratégia, mas tem mesmo uma queda pelos clássicos dos arcades dos anos 80 e 90. Já quando o assunto é HQs, gosta de quadrinhos alternativos e acompanha com muito interesse o que é produzido no Brasil.

Check Also

BRASIL GAME SHOW 2017 (BGS) | Jogos retrô, indies, etc!

Confira como foi nosso rolê na BRASIL GAME SHOW 2017! Ignoramos completamente os XBOX e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *