25 de novembro de 2017
Home | COMPORTAMENTO | Educação | O que significa participar da vida escolar?

O que significa participar da vida escolar?

Talvez um dos maiores clichês da Educação contemporânea seja o que diz “que os pais devem participar da vida escolar de seus filhos”. A deixar claro, clichês não são ruins. São fatos ou frases ou ideias que, de tanto serem usadas, acabam caindo na banalidade (outro clichê) e podem perder o seu sentido.

Mas, o que isso quer dizer? Participar da vida escolar precisa ser como as avós coreanas que ficam na porta das salas de aula, verificando se as crianças estão estudando? Ou apenas participar das reuniões as quais são convocados pela escola? Nem tanto ao céu, nem tanto ao mar.

Aqui na terra mesmo, ser parte da comunidade escolar importa porque ela demonstra interesse sobre o que acontece dentro da instituição. Claro é que ela deve ser soberana sobre suas decisões, uma vez que os alunos estão lá porque são donas da confiança (?) dos pais que as matricularam, mas o olhar de fora, sempre pode trazer um elemento precioso para a relação.

reuniao

Sem dúvida, estar presente nas reuniões chamadas pela escola é mister. Sem dúvida, também, os pais podem chamar essas reuniões para tirarem suas dúvidas e posarem suas sugestões. Como eu disse em uma coluna anterior, “é preciso uma tribo para criar uma criança”. Imagine 100, 200, 300? Assim, é vital que os atores desse palco não se sintam sozinhos naquilo que os angustia ou enevoa a mente.

Participar da vida escolar dos filhos tem a ver com o olhar dos pais sobre o que está acontecendo na comunidade. Ou seja, vai além de saber se as notas do pequeno estão na média ou se ele tem dificuldade de socialização ou em alguma disciplina. A relação que se estabelece é com o processo de aprendizagem. Infelizmente, a tradição é que apenas os resultados sejam oferecidos a quem não está dentro da escola. Mas, o que nos importa efetivamente é como as coisas são feitas para chegarem a tais.

Assim, por parte dos pais é importante que vão a escola conhecer os professores dos seus filhos. Que saibam como a escola funciona e porque as decisões pedagógicas são feitas, de forma que possam entender o que poderiam considerar como “erros” e vejam os passos da aprendizagem. Ainda, ficam aqui as dúvidas sobre as questões sociais dos alunos. Pois é no mundo da escola que os laços com um mundo muito maior se desenvolvem e que se pode ver como é que aquela criança se desenvolve para ser um adulto ou melhor, uma parte da sociedade que nos rodeia. Pergunte, escute as respostas, pergunte novamente. Geralmente, os professores e demais profissionais da escola são pessoas capacitadas e sensíveis aos seus questionamentos e angustias. Leia agendas, mande bilhetes… não apenas quando a situação for caótica. Aí está apenas a ponta o iceberg. Manter um diálogo com a escola é o que faz a boa educação e formação dos filhos acontecer. Imagine o quão consternado você não ficaria se a escola apenas mandasse um boletim ruim, com um bilhete: “seu filho foi mal… o que você vai fazer a respeito”? É de sentir-se abandonado. E as crianças, então?

Por parte da escola, é vital que não tenham medo dos pais e das famílias de seus alunos. Escola que não tem o que esconder, permite a visita, as dúvidas e os conselhos dos pais. Os professores podem e devem chamar os pais para conversar com frequência, pois é por meio dessas trocas que as situações delicadas ou de sucesso podem ser compartilhadas e ninguém se sentirá só. Hoje em dia, muitas ferramentas podem ser utilizadas para a comunicação do que está acontecendo dentro da sala de aula. E quantos momentos valiosos não podem ser compartilhados. Assim, o estigma das reuniões muda e os pais não terão “medo” das ligações e das conversas.

O sucesso escolar das crianças é parte da responsabilidade delas. Porém, elas são nossa responsabilidade. Não estamos nos envolvendo meramente com um processo avaliativo que diz quem tirou mais ou menos nota. Quem irá repetir de ano. Estamos relacionados diretamente com o futuro social que está crescendo ao redor.

Tathy

Sobre Tathy Morselli

Tathy Morselli
Tathy é professora, escritora e tradutora. Estudou Pedagogia e fez pós-graduação em Estudos Literários. Tem uma biblioteca razoável, um Kindle debaixo do braço e sempre uma câmera na mão. Acredita que desassossegar as pessoas leva a visões e pensamentos mais profundos sobre o mundo que nos cerca.

Check Also

Férias no Museu do Futebol resgata brincadeiras de rua com o universo da Turma da Mônica

De quinta a domingo no mês de janeiro, a garotada se divertirá com jogos como ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *