21 de agosto de 2017
Home | Concurso Cultural | Música | Peso e protesto no show do Prophets of Rage em SP

Peso e protesto no show do Prophets of Rage em SP

18301986_1430276733678344_5281568726439879319_n

Na última terça-feira (9) pude testemunhar um show avassalador da banda Prophets of Rage na Audio Club. Ok, vamos supor que vc tenha chegado de Marte ontem e esteja um pouco por fora do que tá acontecendo… te explico: Prophets of Rage é uma espécie de All Stars de rap/rock, formado no ano passado, e que reúne membros já conhecidos no mundo da música: três músicos do Rage Against the Machine, o baixista Tim Commerford, o guitarrista Tom Morello e o baterista Brad Wilk, além de dois membros do Public Enemy, o DJ Lord e o rapper Chuck D, e o rapper B-Real, do Cypress Hill.

O nome da banda foi baseado na música “Prophets of Rage”, do Public Enemy, do álbum It Takes a Nation of Millions to Hold Us Back, de 1988.

A ideia do projeto, como explicou Tom Morello à Rolling Stone, é ser uma elite do mundo da música que tem como objetivo protestar contra as besteiras do ano eleitoral dos Estados Unidos: “Nós somos uma força-tarefa de músicos revolucionários determinados a enfrentar esta montanha de besteiras e enfrentá-la de frente”.

O show de terça na Audio faz parte da “Make America Rage Again Tour” que ainda faz passagem pelo Rio de Janeiro, dia 12/05 e no Maximus Festival de volta a São Paulo no próximo dia 14/05.

Sobre o show

A banda entrou no palco as 21h30 em ponto, o que foi bom para quem tinha que trabalhar no dia seguinte, e o show durou cerca de 1h30m. Com um setlist composto por clássicos dos três grupos, mais músicas próprias e até um cover do The White Stripes, a apresentação foi bem pesada e também contou com um protesto do guitarrista Tom Morello que colou atrás de sua guitarra um folheto com os dizeres “Fora Temer” e posteriormente postou a crítica em sua conta no Instagram. Algumas bandas brasileiras deveriam aprender um pouquinho com os caras, fica a dica!

Setlist Audio/SP:

1. DJ Lord Intro
2. Prophets of Rage (Public Enemy)
3. Testify (Rage Against the Machine)
4. Take the Power Back (Rage Against the Machine)
5. Guerrilla Radio (Rage Against the Machine)
6. How I Could Just Kill a Man (Cypress Hill/Rage Against the Machine version)
7. Bombtrack (Rage Against the Machine)
8. People of the Sun (Rage Against the Machine)
9. Fight the Power (Public Enemy)
10. Hand on the Pump / Can’t Truss It / Insane in the Brain / Bring the Noise / I Ain’t Goin’ Out Like That / Welcome to the Terrordome / Jump Around (Hip Hop medley featuring songs of Cypress Hill and Public Enemy)
11. Sleep Now in the Fire (Rage Against the Machine/”Cochise” snippet by Audioslave)
12. Bullet in the Head (Rage Against the Machine)
13. The Party’s Over
14. Know Your Enemy (Rage Against the Machine)
15. Unfuck The World
16. Seven Nation Army (The White Stripes/Shortened version)
17. Bulls on Parade (Rage Against the Machine)
18. Killing in the Name (Rage Against the Machine)

Dá uma espiada no vídeo abaixo produzido pela galera da Lado B Produções que gentilmente nos autorizou a publicação.

 

 

Sobre Cristiano Boti

Cristiano Boti
Filho da Leninha, pai da Belinha e do pequeno Sam, sãopaulino chato e baterista das bandas Lunatone e Gil Sant'Anna. Designer gráfico formado pela vida com pós-graduação nas ruas de São Paulo. Apreciador de boa música e de bons filmes. Fã de Jorge Ben, Beastie Boys, Tarantino e Chaplin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *