21 de janeiro de 2018
Home | CULTURA POP | Cinema | Pets – A Vida Secreta dos Bichos

Pets – A Vida Secreta dos Bichos

petsSe em Toy Story a Disney resolveu nos mostrar o que acontece com os brinquedos quando as crianças não estão por perto, a novata Illumination Entertainment através da animação Pets, A Vida Secreta dos Bichos parte de um ponto curioso mas não tão original: imaginar o que animais de estimação fazem, durante a ausência dos donos.

A trama acompanha Max, um cachorrinho que mora em um apartamento de Manhattan. Quando sua dona traz para casa um vira-latas atrapalhado chamado Duke, Max não curte a ideia de ter um “irmão”, mas logo eles vão ter que colocar as diferenças de lado, pois um coelhinho branco adorável chamado Bola de Neve está construindo um exército de animais abandonados, determinados a se vingar de todos os donos que abandonaram seus pets.

Max e Duke irão se envolver numa jornada cheia de perseguições envolvendo tubulações de esgoto, carrocinha, grandes avenidas, escadas de incêndio, pontes famosas, o Central Park e outros pontos conhecidos da cidade Nova York que aliás é bem explorada na ambientação e até na trilha sonora que contém No Sleep Till Brooklyn dos Beastie Boys. A cidade é mostrada como o grande cenário dda aventura apesar dos traillers e material promocional darem a ideia de que o filme se passa mais em ambientes fechados.

Pets não tem a mesma qualidade técnica e narrativa dos títulos lançados esse ano pela Disney, como Zootopia e Procurando Dory, por exemplo, mas esse não é o objetivo. Desde a primeira aparição do cachorrinho Max fica claro que o longa de Yarrow Cheney e Chris Renaud quer mesmo é apelar para o coração dos pais e a risada fácil das crianças.

A Illumination, que ficou famosa em 2010 por lançar “Meu Malvado Favorito”, mas não obteve o mesmo sucesso com Hop: Rebeldes sem Páscoa (2011) e O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida (2012), parece ter acertado mais uma vez já que Pets – A Vida Secreta dos Bichos, já figura entre as maiores bilheterias de 2016.

Sobre o andamento do filme, temos várias ações, mas poucos conflitos: os bichos correm de um lugar para o outro sem parar, mas isso traz poucas transformações em suas trajetórias. O visual da animação é bem agradável e colorido, as piadas são até engraçadas mas bem comuns, afinal é uma animação claramente voltada para crianças. A dublagem de Danton Mello (Max), Tatá Werneck (Gigi), Tiago Abravanel (Duque) e Luís Miranda (Bola de Neve) é competente, mas em nenhum momento torna o filme em algo especial.

Um ponto legal é que o “elenco” do filme não é formado somente por animais de estimação comuns como cachorros ou gatos, temos todo tipo de pet como répteis, hamster, passarinho, e até um gavião de caça.

O mérito de Pets – A Vida Secreta dos Bichos está em ser exatamente aquilo que se propõe: uma grande homenagem a quem ama e se dedica aos seus pets. É leve e engraçado ainda que não tanto original. O critério de avaliação não pode passar dessa noção.

Se em Toy Story a Disney resolveu nos mostrar o que acontece com os brinquedos quando as crianças não estão por perto, a novata Illumination Entertainment através da animação Pets, A Vida Secreta dos Bichos parte de um ponto curioso mas não tão original: imaginar o que animais de estimação…
Nota - 6

6

User Rating: Be the first one !
6

Sobre Cristiano Boti

Cristiano Boti
Filho da Leninha, pai da Belinha e do pequeno Sam, sãopaulino chato e baterista das bandas Lunatone e Gil Sant'Anna. Designer gráfico formado pela vida com pós-graduação nas ruas de São Paulo. Apreciador de boa música e de bons filmes. Fã de Jorge Ben, Beastie Boys, Tarantino e Chaplin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *