25 de novembro de 2017
Home | URBANO | Meio Ambiente | Sustentabilidade no Psicodália 2016
posto de coleta de resíduo

Sustentabilidade no Psicodália 2016

O Psicodália é um festival de música independente e artes que conquistou seu espaço e é reconhecido nacionalmente. Cada edição é possível ver pessoas de todos os lugares do Brasil e até outros países. As atrações também não ficam atrás, bandas do Brasil inteiro passam pelo palco do Psicodália. Cerca de 6.000 pessoas participaram da edição de 2016 que aconteceu dos dias 05 a 10 de fevereiro. Mas agora a pergunta: E o lixo gerado neste evento, como fica?

Esse é um dos grandes diferencias do evento, o cuidado que a organização tem com o meio ambiente é genuíno. Conversamos com Jessica Pertile, coordenadora da gestão ambiental do Psicodália que explicou como funciona todo o processo para que o evento seja sustentável.

Pertile ressalta a importância da informação durante o evento. Em todas as ruas possuem sinalizações indicando o que aquele recipiente vai receber de resíduo, tudo tem seu devido lugar, e é muito importante sempre lembrar à galera que está curtindo o evento, através da Rádio Kombi (rádio oficial do evento) e os palcos de apresentação que não economizaram na hora de alertar todo público controle o consumo de água e não descarte seu lixo no lugar errado. Neste ano foram distribuídos 300 informativos  sobre sustentabilidade junto a um saco de lixo para que fosse feito o descarte de materiais reciclados.

Next Prev

banheiros secos - crédito: Ricardo Queiroz
Banheiros secos

duchas
duchas

duchas
duchas

Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms

Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms

Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms


Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms

Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms

Crédito: Walter Thoms
Crédito: Walter Thoms

Next Prev

Mas isso não basta, o trabalho dos organizadores começa mesmo 3 meses antes doevento abrir a porteira da Fazenda Evaristo para o público. Com organização de horário de coletas, montagem dos banheiros secos, escala de horário de trabalho e como tudo isso será coletado pela cooperativa que fica dentro do próprio evento.

Outro ponto que abordamos foi sobre o engajamento do público em preservar ao máximo o ambiente e descartar seu lixo de forma correta. Jessica Pertile acredita que muitas pessoas que participam do Psicodália e acabam levando para seu dia a dia e repassando para outras pessoas as lições aprendidas durante esses 5 dias do evento. Não basta ser ambientalmente correto aqui, temos que ser em todos os lugares. Esse é um dos grandes ideais do Psicodália. Jessica também aponta alguns desafios, não só no evento, mas no geral.

“Muitas pessoas tem dificuldade de entender o que é reciclado, orgânico ou dejetos mas não é por falta de informação, falta interesse de como fazer. Por outro lado existem bons exemplos, pessoas que já fazem um descarte correto e até tem sua própria composteira em casa”.

Na edição de 2015 foram gerados 20 toneladas de resíduos, no entanto somente 30% deste total foi para o aterro sanitário, 70% foi reaproveitado através de reciclagem e compostagem. Jessica afirma que estão trabalhando para mudar algumas atitudes do Pisicódalia para evitar desperdícios e diminuir a porcentagem de resíduo que vai para o aterro sanitário. Em 2016 4.164 litros de resíduos foram para composteira, não existe uma estimativa exata de quanto foi reaproveitado e quanto foi para o aterro sanitário. Jessica afirma que estão trabalhando para mudar algumas atitudes do Pisicódalia para evitar desperdícios e diminuir a porcentagem de resíduo que vai para o aterro sanitário.

A Biodália, equipe que cuida de todo processo de limpeza, reciclagem e coleta de resíduo dentro do Psicodália merece todo o reconhecido pelo trabalho que prestam para o meio ambiente. Nos dias de hoje onde o nosso planeta grita por mudanças de habito, ver que um festival desse porte tem todo esse cuidado com o meio ambiente e promove o menor impacto possível para que todos possam se divertir  é um exemplo para que outras produtoras vejam que é possível promover eventos com responsabilidade ambiental.

Sobre Ricardo Queiroz

Ricardo Queiroz
Criador do portal Amplifique-se e apaixonado por comunicação e todos os poderes de transformação que a internet possui, formado em publicidade, amante do frio e cerveja. Desde 2006 trabalho como webdesigner, mas nos últimos anos fui conhecer o mercado offline, isso me ajudou a ter uma visão 360 em todo o processo criativo do meu trabalho. Fujo da rotina e da zona de conforto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *