20 de novembro de 2017
Home | URBANO | Street Art | Vídeo Guerrilha, tornando cidades mais interativas.

Vídeo Guerrilha, tornando cidades mais interativas.

Foto: Facebook Visuafarm
Foto: Facebook Visuafarm

Esse último final de semana passei os dois dias mergulhado em palestras de altíssimo nível no Festival Path. Não tenho do que reclamar, o evento foi impecável. Todas palestras que eu assisti me agregaram ou trouxeram um novo olhar para o tema.

O projeto Vídeo Guerrilha foi um dos projetos mais legais que eu vi. Uma intervenção urbana que estimula a produção artística na arquitetura e no espaço público das cidades. Criado por Alexis Anastasiou, fundador da visual farm e Dudão Melo, diretor de projetos da Visualfarm. O projeto procura ressignificar os espaços públicos através da arte, incentivando a produção, o acesso gratuito e o intercâmbio cultural  na área das artes visuais, vídeo mapping e vídeo-arte.

Todo esse movimenta altera a percepção do usuário em relação aos espaços públicos. Resgata lugares abandonados e transforma em áreas movimentas, economicamente ativa e interativa. E a arte pode um agente promotor de mudanças na apropriação dos grandes centros urbanos do nosso país que sofrem com falta de investimento em melhorias e cultura. Uma atitude “simples”, porém com grande impacto e poder de transformação no espaço urbano.

O interessante desse projeto é que ele te proporciona sair literalmente “fora da caixa”, enquanto outras tecnologias são executadas dentro de um quadrado(tela), essas intervenções podem ser feitas em qualquer lugar sob qualquer forma. Um exemplo claro foi o reprodução que a VisualFarm fez no Cristo Redentor no Rio de Janeiro.

Os Vídeos falam por sí só. Confira e nos diga o que achou.

Sobre Ricardo Queiroz

Ricardo Queiroz
Criador do portal Amplifique-se e apaixonado por comunicação e todos os poderes de transformação que a internet possui, formado em publicidade, amante do frio e cerveja. Desde 2006 trabalho como webdesigner, mas nos últimos anos fui conhecer o mercado offline, isso me ajudou a ter uma visão 360 em todo o processo criativo do meu trabalho. Fujo da rotina e da zona de conforto.

Check Also

A Arte é livre e não tolera rédeas

Conhecida mundialmente como a Meca da Street Art, não somente pela quantidade de artistas, mas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *